FORD LIDERA O DESENVOLVIMENTO DE CARROS AUTÔNOMOS EM NOVO RANKING GLOBAL ESPECIALIZADO

A Ford está na liderança global em estratégia e execução no desenvolvimento de carros autônomos, de acordo com a Navigant Research, consultoria especializada em novas tecnologias. O estudo anual publicado aponta a direção autônoma como chave para melhorar a experiência de mobilidade e solucionar os problemas sociais e ambientais causados ​​pelos congestionamentos.

A Navigant Research avaliou 18 empresas líderes no desenvolvimento de sistemas de direção autônoma e as classificou com base em 10 critérios: visão; estratégia de mercado; parcerias; estratégia de produção; tecnologia; vendas, marketing e distribuição; capacidade do produto; qualidade e confiabilidade do produto; portfólio de produtos; e determinação.

“Não há dúvida de que os carros autônomos estão no nosso futuro coletivo. Eles representam uma mudança no transporte que, por sua vez, conduzirá a uma transformação do mundo em que vivemos”, diz Raj Nair, vice-presidente global de Desenvolvimento do Produto da Ford. “Nós, da Ford, buscamos ser líderes nessa revolução – líderes conhecidos por fazer a coisa certa, colocando a segurança dos nossos clientes em primeiro lugar e construindo um negócio forte para que esta tecnologia atenda às suas necessidades. Por isso, estamos muito honrados com esse reconhecimento ao trabalho que a nossa equipe vem realizando.”

Usando metodologia própria, a Navigant Research traçou o perfil de cada empresa e fez uma avaliação objetiva dos seus pontos fortes e fracos no mercado global. Um sumário executivo do relatório está disponível para download neste link.

A pesquisa lista vários fatores que estão contribuindo para a evolução rápida da automação dos veículos, aproximando-se de um nível de maturidade que permitirá o seu acesso aos consumidores. Entre eles, estão os avanços na arquitetura computacional, na tecnologia de sensores, na eletrificação de veículos e na conectividade, junto com significativas reduções de custos.

“Nos últimos anos, houve um enorme progresso no desenvolvimento dos sistemas de direção autônoma. Mas, conforme nos aproximamos da implantação da direção autônoma de alto nível, todos os envolvidos agora devem encarar as questões restantes, que são, em vários aspectos, mais difíceis de responder do que o desenvolvimento das tecnologias fundamentais”, destaca Sam Abuelsamid, analista de pesquisa da Navigant Research. “As empresas com recursos e conhecimento para criar tecnologias de automação robustas, capazes de operar em uma ampla gama de condições e com modelos de negócios de massa estão melhor posicionadas para ter sucesso.”

A concorrência nesse segmento inclui fabricantes de automóveis, fornecedores, empresas de tecnologia não-automotiva e startups. Segundo o relatório, as empresas que controlam todo o pacote de direção autônoma, incluindo hardware, software e serviços, terão uma vantagem significativa quando esse mercado amadurecer. Aquelas que já contam com uma estrutura de manufatura de veículos, ou parcerias com fabricantes, também deverão ser favorecidas nessa competição.

Anúncios