Primeiras antenas de Internet das Coisas para fins de P&D são instaladas no Brasil

Em parceria com a Sigfox, Samsung Ocean de Manaus e São Paulo oferecem espaço para instalação de estação rádio base de transmissão de dados dedicada à IoT

A Samsung disponibiliza às comunidades de estudantes, professores e empreendedores uma infraestrutura que permite a coleta de dados por dispositivos simples e de baixo custo por meio de sensores. A tecnologia se deu por conta de uma parceria com a Sigfox, empresa global de conectividade, com a instalação de duas antenas totalmente dedicadas a aplicações de IoT (Internet das Coisas) para fins de pesquisa e desenvolvimento (P&D). As antenas foram instaladas nas unidades do Ocean na USP e na UEA (AM) e os dados obtidos por elas são transmitidos para a nuvem, onde são armazenados e processados segundo cada necessidade.

A parceria também envolve a WND, empresa responsável pela instalação da infraestrutura de rede e exploração comercial da rede na América Latina. A grande vantagem dessa tecnologia de transmissão LPWA (Low Power Wide Area) é requerer baixo consumo de energia, diferentemente de tecnologias de conexão móveis, como Wi-Fi, 3G ou 4G, sendo muito adequada para aplicação de soluções em "cidades inteligentes".

As novas antenas são as únicas usadas exclusivamente para fins de P&D no Brasil, permitindo a criação de novas soluções e serviços, utilizando dispositivos de baixo custo e consumo de energia. Os equipamentos também estão enriquecendo os estudos a respeito de IoT, bem como viabilizando novos projetos com parceiros da comunidade acadêmica, startups e grandes empresas.

As possibilidades que o projeto oferece, por meio de antenas de transmissão, incluem desde soluções de eficiência energética utilizando sensores de temperatura, luminosidade e presença até soluções de saúde que se valem de sensores de movimento, localização ou sinais vitais. O alcance dessas antenas pode chegar a 50 quilômetros em áreas rurais e a 10 quilômetros em áreas urbanas.

"O Samsung Ocean irá atuar como um catalizador de parcerias e proverá aos projetos toda a infraestrutura e dispositivos para teste. Esta infraestrutura instalada nos campus universitários da USP e UEA é a primeira com o objetivo de desenvolver novas soluções e serviços relacionados à IoT, em um modelo de parceria", afirma Guilherme Selber, gerente de Inovação da Samsung América Latina.

Sobre a Sigfox

Sigfox é a líder mundial de conectividade para a Internet das Coisas (IoT). A empresa construiu uma rede global para conectar bilhões de dispositivos à Internet enquanto consumia o mínimo de energia possível, da forma mais simples possível. A abordagem exclusiva da Sigfox para as comunicações de dispositivo para nuvem aborda as três maiores barreiras à adoção global de IoT: custo, consumo de energia e escalabilidade global.

Hoje, a rede está presente em 32 países e está em vias de cobrir 60 em 2018 – cobrindo uma população de 512 milhões de pessoas. Com milhões de objetos conectados e um crescente ecossistema de parceiros, a Sigfox capacita as empresas a mover seu modelo de negócios para serviços mais digitais. Para mais informações, acesse www.sigfox.com e siga-nos no Twitter, Facebook e Youtube.

Sobre a WND

A WND está implantando a rede global da Sigfox na América Latina para atender a demanda por conectividade IoT de baixo custo e baixo consumo. Seu modelo de negócios combina seu extenso conhecimento de implementações de telco-grade com técnicas disruptivas que são altamente adaptáveis à solução de conectividade da Sigfox. Isso permite que a WND implemente a rede de forma rápida e econômica em vários países, contando com parceiros locais como o WND Brasil, IotNet México, Phaxsi Solutions na Colômbia e VELOCOM na Argentina. Para mais informações, acesse www.wnetdev.com

Anúncios