Dizendo mais do que se deve? No Brasil, 96% dos usuários compartilham suas informações digitalmente

Compartilhamento de informações ou fotos em plataformas de mídia social como o Facebook e Instagram tornou-se a segunda natureza para muitos. Mas uma pesquisa da Kaspersky Lab mostrou o quanto de dados pessoais os usuários estão compartilhando em domínio público. A pesquisa mostra que, no Brasil, a maioria (96%) compartilha suas informações digitalmente, sendo que 66% compartilham fotos e vídeos de seus filhos e 45% compartilham vídeos confidenciais e fotos de outros. Estes hábitos são piores entre as gerações mais jovens, que estão tornando grandes quantidades de suas informações pessoais acessíveis a estranhos.

Preocupantemente, quase metade (49%) dos usuários da Internet tornam suas informações públicas, mas uma vez que os dados entraram no domínio público, ele pode viajar muito além do controle de seus proprietários. Cerca de 3% admite que compartilha dados confidenciais com pessoas que não conhecem bem e com estranhos, limitando sua capacidade de controlar como suas informações confidenciais serão usadas. Assim, as pessoas estão se expondo a roubo de identidade ou ataque financeiro, compartilhando detalhes financeiros e de pagamento (37%), varreduras de seus passaportes, cartas de motorista e outros documentos pessoais (35%) ou senhas (30%).

Os resultados são parte do relatório Meus dados preciosos: Perigo desconhecido da Kaspersky Lab sobre os hábitos de partilha de dados das pessoas. A pesquisa descobriu que as pessoas não estão apenas compartilhando dados, elas também estão compartilhando dispositivos que armazenam seus dados. Na verdade, 6% dos brasileiros compartilhou o PIN para acessar seu dispositivo com um estranho e um em cada cinco (22%) deixou seus dispositivos desbloqueados e sem supervisão entre um grupo de pessoas. Além disso, 21% deram o seu dispositivo a outra pessoa para usar por algum tempo.

0de3a148-6854-4539-8020-a3211d47f1b8.png

"O compartilhamento excessivo de dados pessoais com pessoas e empresas é um hábito realmente perigoso para entrar", diz Andrei Mochola, Head of Consumer Business da Kaspersky Lab. "No mundo on-line de hoje, o compartilhamento de informações com outras pessoas nunca foi tão fácil e, de muitas maneiras, foi para isso que a Internet foi criada, mas ao divulgar informações importantes e sensíveis com outras pessoas com o simples toque de um botão, você renuncia o controle sobre isso, porque você não pode ter certeza de onde esses dados estão indo, e como eles serão usados. Os usuários estão literalmente colocando seus dados preciosos, e até mesmo os dispositivos que o armazenam, nas mãos de outros”.

O estudo também mostra que os jovens são mais propensos a compartilhar fotos privadas e confidenciais de si mesmos com os outros.

Na América Latina, 67% das pessoas entre 16 e 24 anos admite que faz isso, em comparação com apenas 38% das pessoas acima de 55 anos. Esse padrão também se estende à informação financeira: 36% dos jovens entre 16 e 24 de compartilham essas informações e de pagamento, em comparação com apenas 29% daqueles com mais de 55 anos de idade.

"Embora seja completamente irreal esperar que os usuários da Internet deixem de compartilhar fotos, detalhes pessoais e outras informações uns com os outros, pedimos às pessoas que pensem duas vezes antes de compartilhar informações importantes publicamente online. Também incentivamos todos os usuários da Internet a implementar medidas de segurança para protegerem seus dados e sua privacidade, como o Kaspersky Internet Security multidispositivos, caso seus dispositivos ou dados acabem em mãos erradas", complementa Andrei Mochola.

Para mais informações sobre a pesquisa, consulte o relatório: "Perigo desconhecido: a conexão entre a partilha on-line e a perda dos dados que amamos".

Anúncios