Unilever faz da inclusão social estratégia de negócio

Por meio de seu Plano de Sustentabilidade a companhia tem como compromisso melhorar as condições de vida de 5,5 milhões de pessoas ao redor do mundo por meio de negócios inclusivos até 2020

Fernando Fernandez, presidente da Unilever Brasil, abriu as portas da empresa para um encontro diferente. Ciente do papel da companhia em transformar realidades, o executivo convidou influenciadores de diferentes setores para discutir projetos de inclusão social liderados pelas marcas Brilhante, Kibon e Seda. O objetivo: submeter as iniciativas ao olhar externo de pessoas críticas e, principalmente, engajadas em transformar o mundo para melhor.

Participaram do debate Camila Achutti, criadora do blog Mulheres na Computação, fundadora e CTO do Mastertech e a primeira estudante latino-americana a conquistar o prêmio Women of Vision, em 2015; Marcel Fukayama, co-fundador do Sistema B Brasil e da startup Din4mo; Ralf Toenjes, da ONG Renovation e gestor nacional da OneDollarGlasses; Ricardo Politi, co-fundador do Broota Brasil e sócio da Mindset Ventures; e Rogério Oliveira, um dos fundadores da Yunus Negócios Sociais Brasil.

Na ocasião, os influenciadores convidados puderam conhecer, avaliar e sugerir melhorias em três projetos que estão em diferentes graus de maturidade. O Projeto Ciclo Brilhante – programa de capacitação voltado para mulheres que tem o próprio negócio ou querem empreender – está entrando em seu terceiro ano e já impactou mais de 150 mil pessoas; a iniciativa Eu Sou Kibon – que fornece treinamento, equipamentos de segurança e condições especiais para compra de produtos para pequenos varejistas e sorveteiros – está finalizando a fase piloto em Recife, transformou a vida de 180 sorveteiros e 30 micro-operadores e será expandido para outras capitais do Nordeste ainda este ano; e Seda lançará esse mês o Plano de Menina #Juntasarrasamos – plataforma digital que tem o objetivo de conectar meninas de comunidades de todo o Brasil, fornecendo conteúdos para ajuda-las a buscarem um futuro melhor e fomentando o empoderamento por meio da colaboração feminina. A iniciativa surge da parceria com o projeto social Plano de Menina e a rede social para a troca de conhecimento Bliive.

“Os projetos comprovam que seguimos progredindo na construção de marcas sustentáveis. Aquelas que, a partir de um propósito, implementam ações para transformar realidades. Isso tem se mostrado extremamente relevante para o consumidor e, consequentemente, benéfico para o negócio”, afirma Fernando Fernandez, presidente da Unilever Brasil.

Somente em 2016, as marcas sustentáveis entregaram mais de 60% do crescimento total da companhia (em 2015 foi 46%), cresceram 50% mais rapidamente que o restante do negócio e registraram incremento de vendas acima da média, com taxas de cerca de 10% ou mais durante os últimos seis anos. Hoje, 18 das 40 principais marcas da Unilever são sustentáveis (em 2015, eram 12).

“O Plano de Sustentabilidade da Unilever mostra que é possível fazer negócio de uma maneira diferente, que é possível crescer de forma responsável. A questão da desigualdade social é mundial, mas ganha contornos mais complexos no Brasil. Queremos usar a força do nosso negócio para melhorar a vida das pessoas, gerando oportunidade de renda e trabalho em toda a nossa cadeia de valor”, conclui Fernando Fernandez, presidente da Unilever Brasil.

Além dos projetos liderados pelas marcas, a Unilever busca uma atuação cada vez mais inclusiva em toda a sua cadeia de valor, abarcando fornecedores e clientes – por meio da Política de Fornecimento Responsável e de iniciativas para fomentar pequenos e médios agricultores e varejistas -; e o público interno, por meio de uma sólida política de Diversidade e Inclusão (D&I).

Os principais pontos levantados durante o bate-papo:

  • Sustentabilidade rentável: inserir o conceito de responsabilidade ambiental e social no coração do negócio é o único caminho viável para as empresas que visam o longo prazo;
  • Conexão com o business: projetos que tenham ligação direta com o negócio têm mais chances de serem perenes justamente por que ajudam o negócio a crescer;
  • Independência financeira: iniciativas que se tornam autossustentáveis do ponto de vista financeiro, além de mais duradouras, tem maior potencial de escala;
  • Aliança de expertises: a soma de forças enriquece as iniciativas na medida que estimula múltiplos olhares sobre uma mesma questão, promove escala e aumenta, assim, o impacto positivo na sociedade.

CASES

EU SOU KIBON

  • Eu Sou Kibon consiste na revisão do canal mobile da marca (carrinhos), que passa a ter como foco o desenvolvimento econômico das pessoas que fazem a distribuição e comercialização de sorvetes ao consumidor final: micro-operadores e sorveteiros;
  • O projeto Eu Sou Kibon foi desenvolvido a partir da missão social global da marca – construir um mundo mais feliz e mais inclusivo – e dá oportunidade de geração de renda para pessoas em situação vulnerável;
  • O projeto consiste no treinamento de micro operadores (Ex: mercadinhos, restaurantes, lanchonetes e cafés localizados em bairros periféricos), além de dar condições especiais para adquirir produtos e uma frota de carrinhos para formar outros microempreendedores que atuarão como sorveteiros;
  • Estes sorveteiros também são treinados pelos próprios micro-operadores, recebem todos os equipamentos de segurança e condições diferenciadas para comprar os produtos;
  • O projeto piloto teve início em 2016, em Recife, e já transformou a vida de 180 sorveteiros e 30 micro-operadores;
  • Ainda em 2017, Eu Sou Kibon será implementado em Salvador, Teresina, São Luís e Fortaleza;
  • A meta é impactar, até 2018, 8 mil pessoas.

PROJETO CICLO BRILHANTE

  • Lançado em maio de 2015, o Projeto Ciclo Brilhante tem como objetivo incentivar mulheres do Brasil todo a abrir ou aperfeiçoar o próprio negócio. Com isso, a marca concretiza seu compromisso de inspirar e fortalecer a autoconfiança feminina, despertando todo potencial para um futuro melhor;
  • O Programa Ciclo Brilhante oferece cursos online 100% gratuitos focados no aprimoramento pessoal e profissional, além de uma fase final onde são selecionadas 10 empreendedoras pelo Brasil que recebem treinamento presencial e suporte direcionado ao seu próprio negócio;
  • Em 2016, a marca criou o hub Meu Negócio Brilhante (www.meunegociobrilhante.com.br), com conteúdo complementar de dicas para empreendedoras em todas as fases do negócio;
  • A iniciativa já impactou mais de 150 mil pessoas.

SEDA #JUNTASARRASAMOS

  • A campanha #Juntasarrasamos trata-se de uma série de iniciativas para promover a colaboração feminina (sororidade) entre as mulheres brasileiras. Entre essas iniciativas, está o lançamento da plataforma digital Plano de Menina #Juntasarrasamos, missão social de Seda, que tem o objetivo de proporcionar novos estímulos para meninas de comunidades, fomentando o empoderamento através da colaboração entre as mulheres;
  • A plataforma aborda assuntos como empoderamento feminino, comportamento, gênero & raça, direitos, beleza & consumo consciente, auto estima, uso de mídias sociais e educação financeira. O intuito é criar uma rede colaborativa de mulheres para ajudar as meninas das comunidades a tirarem seus planos do papel;
  • A missão social de Seda Plano de Menina #Juntasarrasamos nasce de uma parceria com o projeto social Plano de Menina, da jornalista Viviane Duarte, que atua fisicamente em São Paulo promovendo os mesmos temas da plataforma digital.
Anúncios