Neste final de semana: Hackathon da Fiesp cria soluções para o combate da pedofilia e corrupção

O desafio é criar um aplicativo para dispositivos móveis com código aberto com a “Uso da inteligência artificial para combate a corrupção e pedofilia”.
O Comitê Acelera Fiesp (CAF) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) promove a 6ª edição do Hackathon, uma iniciativa conjunta com o Grupo de “Estudos de Inteligência Artificial a serviço da investigação”, que tem a participação da Associação Nacional da Polícia Federal – ADPF, do IDP | São Paulo, da própria FIESP, da IBM e do CTI/IFSP.

O objetivo dessa atividade é envolver a sociedade na criação de tecnologias para a detecção e prevenção da corrupção e da pedofilia infantil. As atividades acontecem entre os dias 5 e 6 de agosto, e terão a participação de 20 equipes de 5 integrantes escolhidos entre as centenas de inscritos.

O desafio é criar um aplicativo com código aberto que integre conceitos de análise de big data e o uso de novas tecnologias, especialmente a inteligência artificial, para o combate a esses crimes.

“Com o avanço da tecnologia, a pedofilia tem aumentado seu alcance e suas possibilidades de ação, tanto com relação aos criminosos quanto com relação às vítimas. Por isso, é de suma importância que especialistas se unam para combater seu avanço, criando novas ferramentas e formas de combate”, diz o diretor-titular do CAF, Sylvio Gomide.

Já a corrupção, outro tema desta maratona, afeta todas as áreas e segmentos de nossa sociedade, em âmbitos público e privado. Segundo Carlos Eduardo Sobral, Presidente da ADPF, “a escolha desse tema foi inspirada na necessidade das instituições em utilizar novas ferramentas tecnológicas que auxiliem na identificação, no levantamento de informações e na prevenção da corrupção, para que se diminua seu impacto nas atividades do setor público e na vida da população.”

Ao todo são dois dias de programação as equipes terão acesso a tecnologias de última geração e serão orientadas por grandes especialistas da área.

Para Alexandre Zavaglia Coelho, Diretor Executivo do IDP | São Paulo e um dos coordenadores do evento, “diferentemente de outros Hackathons, essa é uma maratona para envolver a sociedade civil na criação de soluções tecnológicas que serão disponibilizadas para utilização de qualquer órgão público ou entidades não governamentais dedicados direta ou indiretamente ao combate da corrupção e pedofilia”.

Os participantes que apresentarem a melhor solução, além de ajudar a solucionar problemas de toda a sociedade, ganharão mentoria especializada do CAF.

Serviço:

O evento acontecerá no edifício-sede da FIESP, na Avenida Paulista, 1313, em frente à estação Trianon-Masp. O credenciamento começa às 8h da manhã do sábado, 5, e a maratona vai até domingo, 6, às 13h30.

Para mais informações sobre o regulamento, não deixe de conferir o site oficial http://hotsite.fiesp.com.br/hackathon

Organização

Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), por meio do Comitê Acelera FIESP (CAF),

Realização: Grupo de Estudos de “Inteligência Artificial a serviço da investigação”, que conta com a participação da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), do Instituto de Direito Público de São Paulo (IDP | São Paulo), do Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer e do Instituto Federal de São Paulo/Campinas (CTI-IFSP), da IBM e da FIESP.

Anúncios