Vídeos Serão a principal ferramenta de marketing digital nas empresas até 2020

Vídeos serão a principal ferramenta de marketing digital nas empresas até 2020

Na "Era Youtube", quem não tem vídeos está fadado ao fracasso. A máxima de que uma imagem vale mais do que mil palavras nunca foi tão atual. As mudanças no perfil do consumidor por meio das redes sociais mostram que os conteúdos com som e movimento serão a principal ferramenta do marketing digital de uma empresa até 2020. É este o cenário exibido pela WebSnap Vídeos para os próximos meses.

A marca, braço da agência full service de comunicação e marketing de mesmo nome, está de olho nos dados do segmento, que apontam o aumento de nada menos do que 41% nas inserções de conteúdos audiovisuais no Facebook no terceiro trimestre de 2017 em comparação ao mesmo período do ano anterior. Outro ponto interessante levantado pela WebSnap, que tem sede no ABC paulista, é que em dois anos o consumo de conteúdo online tenha uma fatia maior de 80% destinada a vídeos.

“Os vídeos não são mais uma tendência do marketing online. Eles são uma realidade. E isso nos mostra a importância das empresas marcarem presença no mundo digital”, afirma Rodrigo Caminitti, diretor de planejamento da empresa, que produziu conteúdos para clientes de diversos portes e segmentos, a exemplo de Giuliana Flores, Rally dos Sertõs, Mackenzie, Hannover, Auto Shopping Global, entre outros.

Caminitti explica que trabalhar com mídias audiovisuais em redes sociais ajuda a engajar e fidelizar públicos de todas as áreas de atuação, além de render bons cliques. “A forma que as pessoas interagem com as empresas e prestadores de serviços mostra isso hoje. Se você publica um vídeo, ele tem muito mais chances de aparecer do que uma imagem estática, por exemplo”, diz.

Em relação ao conteúdo, o diretor de planejamento da WebSnap destaca que apesar de atualmente qualquer pessoa com um smartphone em mãos conseguir fazer um vídeo, o que vai passar a contar também será a qualidade e tempo. “O material precisa ser estratégico, relevante para o público-alvo e não muito longo”, comenta Rodrigo.

Anúncios