Entenda como a Samsung garante a confiabilidade dos dispositivos Galaxy

Antes de qualquer novo dispositivo da série Galaxy ser lançado, realizam-se vários testes para garantir sua capacidade de suportar o desgaste do dia-a-dia. Novos recursos passam por testes rigorosos para atender às especificações e o dispositivo é colocado sob condições extremas para determinar sua durabilidade. De testes térmicos à testes de queda, o objetivo da Samsung é proteger os dispositivos até mesmo do que antes era inesperado.

Para descobrir mais sobre o que cada dispositivo deve suportar durante esses testes, fizemos uma visita ao Grupo de Testes de Confiabilidade da Samsung em Suwon, na Coreia do Sul.

Testes em Cada Etapa do Caminho

O Grupo de Testes de Confiabilidade é responsável por testar dispositivos móveis e wearables enviados dos polos de fabricação da Samsung em Suwon e Gumi, na Coreia do Sul, incluindo as séries de smartphones Galaxy S e Galaxy Note.

Assim que as decisões sobre um novo dispositivo começam a ser tomadas, o Grupo de Teste de Confiabilidade entra em ação. Depois de determinados os recursos e as especificações, o grupo considera quais partes exigem testes e verificações, e o processo se inicia antes mesmo de os recursos serem totalmente integrados. Os resultados dos testes são imediatamente informados à divisão de desenvolvimento, para melhorias. Ao longo do desenvolvimento, o grupo de testes se engaja continuamente no processo de produção, processando feedbacks sobre o dispositivo mesmo após seu lançamento e divulgação. Mais de uma dúzia de testes são necessários para validar um produto. O número varia de dispositivo para dispositivo, e milhares de modelos são submetidos, antes do lançamento, a testes elaborados para avaliar como funcionam durante o uso normal do dia a dia. Esses testes seguem um padrão que se baseia em critérios certificados internacionalmente.

  1. Laboratório de Qualidade de Imagem

Nesta era de comunicação visual, as pessoas estão buscando por mais formas de se expressar usando seus smartphones. Para ajudar os usuários a tirar ótimas fotos, as câmeras do smartphone Galaxy passam por avaliações quantitativas e qualitativas que verificam seu desempenho.

A etapa de avaliação quantitativa mede uma série de critérios, incluindo brilho, clareza de cor e ruído de imagem. Uma ampla gama de condições é simulada com fontes de luz de diferentes intensidades. Imagens de fotografias são analisadas por meio de um programa especializado que avalia as especificações da câmera.

A etapa de avaliação qualitativa reproduz uma variedade de ambientes com a ajuda de modelos escalonados de cenas da vida real. Esses modelos replicam espaços interiores e exteriores, como um restaurante ou uma rua iluminada por luzes de néon durante a noite. Há também um sistema artificial de luz solar que pode simular diferentes condições de iluminação, desde uma noite escura até um dia claro. Testar em um laboratório interno garante que a fonte de luz não seja afetada por fatores externos, levando a comparações mais precisas. Os testes também são realizados fora do laboratório, em ambientes externos reais.

0

  1. Laboratório Acústico

Toques, músicas e chamadas de voz são apenas parte da diversificada gama sonora que um smartphone irá produzir e receber ao longo da sua vida. Para garantir a qualidade em todos os tipos de sons, os dispositivos são testados em duas diferentes câmaras.

A primeira, chamada câmara anecoica, é uma sala especial projetada para eliminar o ruído externo, de modo que a qualidade acústica pura possa ser avaliada. A segunda câmara simula o som do smartphone enquanto se fala ao telefone em diferentes configurações: segurando-o junto ao ouvido, usando viva-voz ou fones de ouvido, ou ainda conectado a um fone de ouvido Bluetooth. Quase tudo o que acontece em situações reais é testado nessas câmaras, e os resultados são analisados por um computador para fornecer feedback à equipe de desenvolvimento.

1

  1. Laboratório de Calor

Como nossos dispositivos estão se tornando ainda mais inteligentes, a relação entre desempenho e calor é uma preocupação importante para o Grupo de Testes de Confiabilidade.

Ao testar os smartphones, a equipe reproduz condições de uso intenso, como jogos de alta qualidade e uso de aplicativos que consomem muitos recursos, e mede os níveis de calor do dispositivo com uma câmera térmica. O teste monitora onde e quanto calor é gerado. Os resultados são enviados de volta à equipe de desenvolvimento para que eles ajustem o design adequadamente.

2

  1. Laboratório de Teste de Queda

Cada uma das amostras de teste é repetidamente lançada de diferentes alturas, em diferentes ângulos e contra diferentes tipos de superfície, diversas vezes, para testar a robustez do dispositivo.

O laboratório de teste de queda também usa câmeras de alta velocidade para capturar imagens dos smartphones caindo. Analisadas pela equipe, as imagens ajudam a entender como o dispositivo cai, o ângulo de queda que causa o maior impacto e o que pode ser a causa de qualquer quebra. Os resultados auxiliam os desenvolvedores a proteger os dispositivos contra quedas futuras.

3

  1. Laboratório de Durabilidade

Muitas pessoas ficam anos com o mesmo dispositivo. Portanto, um smartphone deve ser durável o suficiente para suportar o uso diário. Os smartphones Galaxy são colocados em uma máquina, que rola o dispositivo para simular o impacto de um telefone caindo de uma altura menor.

A durabilidade também é testada com uma série de ações repetitivas, como pressionar os botões, usar os conectores do fone de ouvido e abrir a bandeja do cartão SIM. A equipe mede até mesmo quanto um smartphone pode suportar a carga e a pressão de uma pessoa sentada nele quando está no bolso de trás.

4

  1. Laboratório de Impermeabilidade

O Grupo de Teste de Confiabilidade realiza testes de resistência à água de acordo com os padrões internacionais estabelecidos pelo Código IP.

Os testes consistem em simulação de chuva, jatos de água e submersão, cada um com uma classificação IP correspondente. Um smartphone classificado como IPX8, por exemplo, pode ser usado mesmo que tenha sido submerso a 1,5 metro de água por 30 minutos, e o laboratório de teste verifica se o dispositivo funciona normalmente.

O Galaxy Watch, o Gear Sports e o Gear Fit2 Pro são projetados para uso durante a natação e exigem outros testes que garantam que eles atendam ao padrão de pressão atmosférica de 5ATM. O laboratório desenvolveu um teste que avalia o desempenho dos dispositivos enquanto o usuário está nadando.

5

  1. Laboratório de Testes Ambientais

Como os dispositivos são usados em diferentes condições climáticas em todo o mundo, a durabilidade e o desempenho devem permanecer inalterados de ambiente para ambiente.

O laboratório de testes usa diferentes câmaras para testar uma variedade de ambientes, ajustadas em diferentes níveis de umidade e temperaturas, simulando climas de todo o planeta. O técnico que realiza o teste avaliará se as funções do dispositivo se mantêm operando nessas condições.

A série Galaxy representa qualidade sem concessões. Os dispositivos são a consequência dos esforços incansáveis do Grupo de Testes de Confiabilidade, que faz perguntas constantemente e se esforça para obter melhores resultados, garantindo que os dispositivos atendam aos padrões de durabilidade.

6

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: